A Federação Interestadual dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino do Brasil Central – Fitrae BC esteve presente ativamente no manifesto contra a Reforma da Previdência, em Goiânia, nesta terça-feira, 05/12, na Praça do Bandeirante. O ato que mobilizou diversas entidades aconteceu em todo o país.

IMG-20171205-WA0047

O presidente da Fitrae BC, que também é coordenador de comunicação da Contee, Prof. Alan Francisco de Carvalho participou da manifestação e expôs sua opinião acerca da retirada de direitos que os trabalhadores brasileiros têm sofrido pelo governo golpista de Michel Temer. “A Fitrae – BC que representa sindicatos de professores, auxiliares e técnicos administrativos do estado de Goiás e Tocantins e é filiada à Contee e à CTB, participa neste momento da luta contra os profundos ataques do governo golpista do Sr. Michel Temer contra os direitos dos trabalhadores, como a reforma trabalhista e a lei da terceirização, já aprovadas e, agora,  quer colocar em votação no Congresso nacional a reforma da previdência”, salienta.

IMG-20171205-WA0042

Prof. Alan explica a real situação em torno das reformas. “Todas essas medidas tem uma finalidade só: retirar direitos dos trabalhadores e jogar em suas costas e na do povo de um modo geral o custo da crise. Todas essas medidas visam precarizar ainda mais as condições de trabalho, os contratos de trabalhoe ainda retirar direitos já consagrados na CLT ao longo dessas ultimas sete décadas, como a aposentadoria, em especial a dos professores/as, elevando-se a idade e o tempo de contribuição. Enquanto isso o Sr. Temer favorece as grandes empresas aumentando seus lucros a medida que retira direitos dos trabalhadores “, ressalta.

O professor ainda faz o chamamento a toda população. “É hora de todos os trabalhadores se unirem nessa luta dura, muito forte, contra o consórcio golpista que tomou de assalto poder no Brasil, por meio de um impeachment fraudulento da presidenta Dilma. Vamos a luta!”, conclama.

Esta foi a primeira atividade da federação após a posse da nova diretoria.

 

Por

Elen Aguiar